quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Papo Reto - Vamos compartilhar jogos sociais?

Todo mundo que usa ou já usou o Facebook teve aquele momento que um amigo seu ou aquele parente distante que você nem sabe mais o nome, te manda uma solicitação de algum jogo "Ville", "Wars", Social ou sei la o quê mais!

Eu vou ressaltar isso, por quê me surpreendo com a quantidade de gente que faltou as aulas de interpretação de texto, o que coloco aqui é meramente opinião MINHA, se você discorda, ótimo, mostre o porquê e seja educado, o bom senso e o debate agradecem.


Para começar, eu não acho que esses jogos são horríveis, acho até que podem ser divertidos e são viciantes! É bem fácil perceber que as pessoas quando começam um jogo "Ville" elas já querem avançar e ir com tudo, evoluir sua cidade/casa/fazenda, ultrapassar os amigos e ter a sua "segunda vida" sempre "saudável".

Esse termo segunda vida é bem oportuno, o conceito é o mesmo de porque viciamos em MMORPGs, você cria um personagem que no mundo do jogo pode ser "perfeito", se na vida real você é gordo ou magrelo, no jogo você pode criar um cavaleiro bombado ou um feiticeiro poderoso. Nos jogos sociais, se você tem muitas contas pra manter sua casa, ou ainda não tem responsabilidades, ali você pode deixar a sua fazenda perfeita, sua cidade próspera e sua vida "social" em perfeito estado.

Eu acredito que jogos nesse sentido tem seus lados bons e lados ruins, mas não entrarei nessa discussão e nem me aprofundar na psicologia de porquê jogamos, coloquei apenas uma ideia para pensarem e refletirem, agora vamos nos concentrar nos jogos sociais do Facebook.

Pare de me mandar solicitações de jogos!


Esse é o problema mais criticado (que eu também ODEIO) com os jogos de Facebook, mandar solicitações, a ideia faz sentido porque é um jogo "social" nada mais legal do que compartilhar e se divertir com amigos! Só que e se nenhum amigo seu joga? Ou você convida pessoalmente, ou bomba de solicitações de itens, parcerias ou sei la o quê para que o cara te ajude.

Isso é extremamente CHATO e IRRITANTE! Mas, o jogo te obriga a isso, eu vou citar um exemplo, uma campanha no SimCity Social:


Você começa o jogo, tem lá 2 amigos que jogam também mais um Bot que funciona como "cidade NPC", legal, início de jogo tem la a cidade e as missões, você começa a montar aos poucos, coloca umas casas, uma fábrica, uma atração, põe outras casa, e pronto, acabou sua energia, você tem que ficar parado, para jogar mais? Gaste dinheiro real com energia, espero um tempo ou encha o saco dos amigos pedindo energia. Legal, ae você precisa aumentar a cidade, precisa de item, como consegue? Grana, encha o saco dos amigos ou reze para que apareça na hora de coletar dinheiro. Depois vem uma missão importante, vá visitar 5 amigos. Não tenho amigos suficientes que jogam, enche o saco deles, ou, GRANA pra pular a missão. E isso vai até que chega um ponto em que a paciência estoura, o jogo te encurrala a um ponto em que ou você atormenta os seus amigos ou abre a carteira, é nesse ponto que a maioria abandona o jogo, inclusive eu (Sim, joguei boa parte desses jogos e abandonei quase todos).

Esses jogos são sacanas demais!


Mais ou menos, a empresa precisa ganhar dinheiro com esse jogo, ela QUER ganhar dinheiro com esse jogo, então ela vai fazer o que achar melhor pra faturar uns trocados, a Zynga é mestra nisso e a EA ta seguindo os passos.

Eu sinceramente acho isso desgastante e "queima" os jogos posteriores, por que você sabe que vai acontecer a mesma coisa, será forçado a gastar, atormentar ou abandonar mesmo, e a maioria abandona! Não tem nada mais frustrante que no ápice de completar uma missão ou subir um nível, a sua energia acaba, ou, é a missão pra você liberar novos itens, e precisa daquele item raríssimo que só consegue pedindo para amigos!

Por mim, eles poderiam pensar em novas estratégias para esses jogos, algo que não nos obrigue a gastar ou compartilhar tudo, mas que torne isso uma opção, e uma opção que vai ser benéfica, é similar com que alguns MMOs fazem, você pode jogar normalmente, mas se você abrir o bolso, pode evoluir mais rápido, ter um item exclusivo, aumentar as chances de Drop ou o que quer que seja.

Mas então devo abandonar os jogos sociais?


Faça o que bem entender, porém, existem algumas opções que não te obrigam a compartilhar tudo ou gastar pra avançar, um exemplo é o Bejeweled Blitz, é um jogo simples e divertido, se não conhece Bejeweled, aconselho a dar uma pesquisada, acredito que deva conhecer, enfim, você pode jogar quanto tempo quiser, ganhar moedas para comprar power ups, ou usar dinheiro real para ter ainda mais moedas, e ainda te da uma motivação com um placar entre amigos!


Outro que eu recomendo e esta bem na moda é o Song Pop, esse é um jogo bem divertido em que você desafia seus amigos a adivinhar 5 músicas de um SetList, o tema é bem variado, desde classic rock a Brega Hits, ou Movie Soundtracks a Música Clássica, tem para todos os gostos e se você ganha, 3 moedas, se perde, 1 moeda, essas moedas servem para comprar novos SetLists!

O jogo tem um modo que você pode jogar sem amigos, mas eu nunca testei, sei que não é bem um "Single Player" assim se o cara nao tem amigos pode brincar também, mas acho que por se tratar de música e ter possibilidades bem amplas, não vejo isso um entrave. Ele enche um pouco saco, mas não é igual os concorrentes, e você também pode desativar isso, quanto ao dinheiro de verdade, use para pegar moedas e trocar por novos SetLists.

Mas você não falou daquele jogo lá que também é bom e panz...


Sim, existem muito mais jogos decentes por ae que valem a pena serem conferidos, e eu acho que quem tem essa proposta está um passo a frente dos concorrentes. Os modelos Zynga/EA cansam e tendem a ser abandonados até que ninguém sequer queira conhecer, ou você muda, ou fica criando novos jogos, sempre tem os fãs desse estilo que gastam uma grana.

Pra fechar, existe o argumento de que, mesmo os "melhores" como Song Pop, por exemplo, tendem a "cansar" os jogadores, e eu concordo com tal afirmação, mas isso acontece com qualquer jogo, não importa, depois de muito tempo cansa mesmo, a diferença é que nesses, consigo me ver voltando a jogar, é bem possível que eu volte a jogar Bejeweled Blitz amanhã, e que depois de um tempo cansado de Song Pop, eu volte a jogar, mas não consigo me viver daqui um tempo reabrindo minha fazenda/cidade/batalha/sei lá o quê.

E você, o que acha dos jogos sociais? É viciado em um? Detesta todos? Tem um que funciona para você? Compartilhe suas ideias!

Se você chegou até aqui, recomendo também que veja esse texto sobre o rumo dos Social Games:

http://underthepixel.com/?p=50

*Atualizado, valeu Rafael pelo toque sobre o modo individual do Song Pop o/

2 comentários:

  1. Muito bom cara. É o que a galera da industria anda falando mesmo dos jogos sociais. Inclusive traduzi um texto de um deles que explica um bocado de coisas

    ResponderExcluir
  2. Legal, Victor! Finalmente um texto legal em português que fale sobre o assunto! Esse aí é de utilidade pública, hein?

    Eu já não jogo jogos de rede social porque já espero essas coisas ruins que acompanham desde que experimentava jogos no infame orkut! Logo eu os abandono também!

    E eu tô ligado que tem jogos melhores, mas essas coisas ruins me fizeram perder o tesão por jogos de rede social! Não tenho mais saco mesmo! XD

    ResponderExcluir