terça-feira, 24 de julho de 2012

Papo Reto - Eu quero ser Game Designer!

Back to the Action!

Esses dias conversando com amigos no twitter sobre profissões, carreiras e talz, chegamos a debater sobre "Game Designer" se valia a pena o curso, a carreira, quanto ganha, o mercado no Brasil e por ai vai. Mas a questão não era sobre A profissão em si, o que me chama a atenção é a visão que a maioria tem sobre os cursos, como é o processo de criação de um jogo e se o curso vai ser 1001 maravilhas!

Antes de prosseguir, quero deixar claro que aqui constam opiniões MINHAS e algumas coisas que EU vivenciei, se por acaso tiver algo a acrescentar ao post, apenas seja educado, escreva um português que consigamos entender e será muito bem vindo!

Game Design? Game Designer?

Shigeru Miyamoto é para muitos uma referência de Game Designer
Entenda Design como um projeto de um todo, resumidamente falando, logo Game Design seria um "Projeto de Jogo", e o que consta nesse tal "Projeto"? Simples, tudo! Esse projeto vem desde a concepção de ideias, mecânicas, artes, cenários, concepção de levels, balanceamento de personagens, inimigos, fases, chefes, capa do jogo, divulgação, plataforma, testes, TUDO!

Claro que nesse projeto, você tem uma equipe para cada departamento, como programação, arte e testers por exemplo. O Game Designer normalmente é o "líder" do projeto todo, o cara que supervisiona tudo, é o cara que tem que estar mais "ligado" com o que esta acontecendo e estar em sintonia com todas as áreas, mas ele pode também ser o roteirista/artista/programado ou apenas como o Game Designer.


Legal! E tem cursos pra isso?

Sim, claro que tem cursos no Brasil, você pode pesquisar por ae que você vai encontrar várias opções, não é difícil! Vou falar de 2 que conheço de perto: Design de Games Anhembi Morumbi e SAGA.

Eu cheguei a fazer 2 anos de Design de Games na Anhembi, metade do tempo total de curso, decidi sair por questões financeiras e outros assuntos que não convém a esse post.

A primeira questão a se ter na cabeça é preço, e esse curso É CARO, muito caro mesmo, pelo menos para meus padrões, e o curso é extremamente puxado, mas é completo, tudo do que falei no começo você verá na Matriz, o porém, é justamente esse "puxado", chego a questionar se deveria realmente ser puxado assim, sendo que, infelizmente, não há garantias de que você sairá de la um Game Designer ou até trabalhando nessa área (falarei mais pra frente).

Concept do Dingodile do Crash, sim, se aprende a fazer isso nos cursos!
Muita gente acha que por ser um curso de Games, o sujeito vai ficar jogando o dia inteiro, desenhando e ser  "vagal", pois engana-se com vontade! Ja disse que lá é bem puxado! O curso da Anhembi não da brecha para vadiagem, você não ficará o dia inteiro jogando e desenhos apenas nas aulas de Anatomia, Cenário e etc.

Atualmente faço o curso Playgame da SAGA, esse é bem mais em conta para o bolso e gosto da "liberdade" de podermos testarmos nossas ideias, a Anhembi você tem que criar um jogo pela proposta deles, eu estou gostando do decorrer do curso, apenas acho que alguns detalhes ficam passando batidos na hora de tirar dúvidas e isso faz muita falta la na frente! Eles também não cobram os trabalhos, pelo menos não fui cobrado, e isso da margem de ficar no ostracismo e pegar o certificado.

Wow, e aquele papo de garantias? D=

Sem desespero total, apenas leia e reflita!
Em qualquer curso que você for fazer, qualquer faculdade, não adianta apenas fazer e ficar por ali, precisa de seu próprio esforço, dedicação e trabalho dedicado se você quiser ser um profissional qualificado no mercado de trabalho!

Não adianta perder tempo colocando minhocas na cabeça com coisas como: "Ah, eu não nasci com talento pra desenhar/escrever/programar/cagar e sem dom não dá e mimimi mimimi..." Não interessa se você tem dom ou não, isso é MITO, se dedicar no que gosta e no que quer fazer traz sim resultados, jamais desista, direcione essa energia das minhocas para praticas, estudo, observações e por ai vai!

A outra parte ruim é que o nosso mercado de Jogos ainda é iniciante e ta crescendo, isso quer dizer que as empresas não contratam qualquer um, eles querem alguém que esteja comprometido com o projeto e SAIBA FAZER! A questão máxima não é a experiência (mas ela ajuda), mas sim o seu portfólio, a entrevista, contatos e sua vontade de trabalhar com isso! A palavra chave é: DEDICAÇÃO!

Criar Jogos é diferente de Jogar!

Nada é fácil, até por que se fosse, qualquer um faria!
Em ambos os cursos sempre vi pessoas fantasiando sobre como é o processo de criação de um jogo, de ser uma diversão total, sem compromisso, sem preocupação, pare e volte quando quiser e por ae vai!

Se você também pense assim, pare agora, não é nada disso, é complicado desde o começo, tente inventar um jogo do zero na sua casa, pense nessas questões:

1 - Que estilo vai ser o jogo?

2 - Como será meu personagem principal?

3 - O que é preciso fazer para ele se destacar dos concorrentes? Qual será o diferencial?

4 - Alguém já teve uma ideia parecida? Já existe um jogo assim?

5 - Como vai ser a jogabilidade?

6 - Que Público eu quero atingir com esse jogo?

7 - Qual o melhor estilo gráfico para esse jogo?

Essas são as primeiras perguntas, no decorrer do projeto surgiram VÁRIAS outras e muitos problemas, seja da arte que não colou, deu pau na programação, aquela ideia não funciona como pensaram, não deu pra programar tal função e etc.

Mais uma vez, não é moleza, precisa ter uma equipe dedicada e disposta a concluir esse projeto, tem muita gente que começa com gás todo e no primeiro empecilho abandona tudo!

Minhas considerações finais, se você quer realmente trabalhar no ramo de Jogos, seja na área que for, estude muito, pesquise, pratique, corra atrás e se dedique, nada vai cair do céu, e mesmo que caia, não irá se manter se você não for um bom profissional, não for competente no que faz e não tiver vontade de seguir em frente!

Dúvidas? Sugestões? Faltou falar de algo? Temas para próximo Post? Comentem ;D

10 comentários:

  1. Algumas dessas coisas eu já sabia, mas outras não! Bem construtivo o seu texto! Ajuda as pessoas a fincarem seus pés no chão!

    ResponderExcluir
  2. Legal, já criei alguns jogos e geralmente a parte que tenho mais dificuldades é a criação da história do que a programação. Quando você já tem um costume, a programação nem é tão dificil. Essa semana vou postar um jogo que estou trabalhando lá no blog.

    Sucesso no seu curso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todos temos uma habilidade ou encontramos uma função que nos adequamos com mais facilidade! Eu sou péssimo em programação, mas mando bem na parte de arte e roteiro!

      Sucesso no jogo brother!

      Excluir
    2. O conceito inicial (a história/enredo é parte importante disso) é a parte mais complicada de qualquer processo criativo! E isso vale pra qualquer mídia!

      Entendo como se sente! Tenho muitas ideias que não foram colocadas em prática ainda por falta dessa capacidade de chegar e criar uma história e ter mais pulso firme para tal!

      Excluir
    3. Eu já acho o contrario, pois estou terminando o meu quarto grande enredo e se eu fosse criar um jogo(coisa que futuramente o farei) eu acho que seria mais dificil do que criar mais outras obras(acho que isto vem de cada um).

      Excluir
  3. sou técnologo focado em programação, tenho o enredo(até pra uma trilogia se possivel), personagem principal, jogabilidade, plataforma, mas sou péssimo com desenho e modelagem e fica dificil confia em terceiros pra isto, e tenho facilidade pra criar coisas, mas na minha cabeça o dificil é conseguir colocar tudo pra fora de forma que outra pessoa entenda ainda mais hj em dia que idéias valem ouro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse é um tema que ainda pretendo escrever, normalmente direcionado a desenho, desenhar bem, ter "talento" é diferente de saber demonstrar uma ideia!

      Cara, é difícil confiar em terceiros mesmo, mas é o jeito, procure conversar bem, pesquisar, conhecer bem pra quem repassar as ideias, e lembre-se, ninguém trabalha de graça!

      Uma dica boa, é praticar escrever alguns textos, seja casuais, ou em um blog, ajuda a desenvolver a escrita e a forma como você expressa suas opiniões e ideias!

      Obrigado pelo Comment!

      Excluir
  4. Como professor e coordenador do curso de graduação em Jogos Digitais da Fatec São Caetano do Sul, digo que seu texto será de grande utilidade para os interessados em atuar na área.

    Sobre o curso da Anhembi Morumbi ser "puxado", entendo os motivos. Trata-se de uma instituição cujos cursos de Design são conhecidos pela sua qualidade e isso passa pelo rigor e seriedade dos profissionais responsáveis pela criação e gestão desses cursos e especialmente dos professores, que estão envolvidos com o projeto do curso.

    Trabalhei lá, embora não nos cursos de Design, mas acompanhei a criação do curso de Design de Games que - a exemplo dos outros cursos da área - foi projetado para ter nível de excelência e isso acaba até se refletindo na pós-graduação (lato e stricto sensu) em Design que a instituição possui.

    Não estou dizendo que cursos com menos rigor sejam de menor qualidade, mas quando se trata de uma faculdade/universidade isso é decisivo para a imagem que será percebida no mercado e isso influi na aceitação que esses alunos terão no mercado. E, no fim das contas, trata-se de um curso de graduação, de um curso superior.

    Quantas pessoas não dizem por aí que determinadas faculdades/universidades são fábricas de diplomas, que nao têm estrutura, que funcionam na base do "pagou-passou"? Quem quer ter uma imagem diferente precisa fazer um trabalho diferente. Formar na graduação profissionais preparados para adaptar-se às demandas da nossa época não é um trabalho simples, nem para a instituição e nem para o aluno.

    ResponderExcluir
  5. ja eu digamos q n sou fera na programação,mas sou bom com artes,e criação de historias.fico o dia todo criando um jogo na minha mente,os personagens,de como sera o inicio do jogo,qual sera o objetivo do game,entre outros.tento desenhar os personagens q s desenvolvem em minha cabeças,mas as vezes è mt dificio,falta algumas tecnicas.desenho para games è complicado,são varios os detalhes para q se destaque...mais com toda vontade q tenho,concerteza serei um grande design de games,e minhas ideias um dia estarao nas casas de jovens e adutos fanaticos por games,assim como eu,q n me imagino sendo algo a n ser um criador d games..aguardem pessoal esse nome PABLO MATHEUS DE LACERDA LIMA.ficara conhecido no mundo dos games.pode apostar..eu chego lá...

    ResponderExcluir